5 dicas para aplicar o Marketing de Experiência do estúdio

Em meio a tantas informações, com um mundo de possibilidades à frente, as pessoas precisam vivenciar experiências diferenciadas para fazer suas escolhas. Isso também vale para os estúdios de Pilates. Não basta ter equipamentos em boas condições e um bom atendimento para atrair a atenção dos clientes. Existem outros processos envolvidos na valorização de uma marca, que podem ser despertados com a estratégia do marketing sensorial.

O Marketing de Experiência, ou Marketing Sensorial (como também é conhecido), foi criado na Inglaterra com o objetivo de ligar emocionalmente o cliente a uma empresa ou marca. Como? Explorando os cinco sentidos: tato, olfato, visão, audição e paladar. Quer saber como fazer isso no estúdio de Pilates para atrair mais clientes? Nós vamos te ensinar.

Antes de aplicar esse conceito “sensorial”, é preciso conhecer o seu público. Algumas pessoas absorvem mais informações por meio da visão, outras são mais auditivas, e outras vivenciam melhor pelo tato. Sabendo disso, fica mais fácil elaborar atividades criativas e diferentes.

Qual o objetivo desse tipo de ação?

Empresas de pequeno, médio e grande porte passaram a adotar esta estratégia a fim de melhorar o relacionamento com clientes, parceiros e funcionários. Segundo o Sebrae, o Marketing de Experiência cria oportunidades de interação entre a marca e o consumidor. Por meio de ações promocionais, as empresas promovem experiências inesquecíveis, que terão impacto, tanto nas vendas, quanto na fidelização dos clientes.

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates

A ideia é fazer com que o consumidor viva a sensação que aquela marca pode lhe causar, transformando o produto ou serviço em algo único. Por isso, não se trata apenas de sortear prêmios ou viagens, mas usar os cinco sentidos para compor um cenário diferenciado: pode ser uma música, um gosto ou até um cheiro característico. Combinar a comunicação visual com experiências sensoriais é a escolha perfeita para marcar a empresa na memória do consumidor.

Ainda de acordo com o Sebrae, os brasileiros procuram marcas “mais amigas”, o que chama a atenção para a necessidade de aproximação das empresas com seus clientes. O marketing de experiência ajuda a promover essa proximidade, agregando valor aos produtos e serviços.

Segundo uma matéria publicada no blog da Sensenova, empresa especializada nesse tipo de trabalho, o ser humano tem uma grande capacidade de construir relações afetivas com as coisas pelas quais se envolve. Sabendo disso, o marketing sensorial passou a construir conexões entre as empresas e seus clientes a partir de experiências sensoriais. De forma subjetiva, as marcas influenciam nas escolhas e preferências das pessoas, permanecendo em suas memórias.

Por meio de cheiros, sabores, cores, texturas e sons o marketing sensorial atrai e leva o cliente a permanecer no seu ambiente. A ideia é simples: permitir que a pessoa vivencie a experiência por completo e sinta como se aquele momento fosse ‘único’. A sensação vai ser tão boa, que ele vai querer repetir infinitas vezes.

Marketing sensorial no estúdio

Como se diferenciar com o uso dos cinco sentidos? Você pode convidar o cliente para entrar com uma fachada muito bem produzida, utilizando cores, texturas e objetos diferenciados. Pode colocar um aromatizador na porta com uma fragrância ‘convidativa’, para induzir a pessoa a entrar naturalmente. Uma música boa também pode funcionar. Aposte no Music Branding, que traz a ideia de personificar a sua marca por meio de sons.

Cinco dicas para os cinco sentidos

1 – Tato
Quem não gosta de ver um produto com as mãos? A valorização deste sentido demonstra qualidade e aproxima o cliente. Que tal deixar a pessoa tocar nos equipamentos de Pilates, ou mesmo em alguns acessórios? Faça-o sentir a leveza de uma mola, a sensação de pegar numa alça, a textura do estofado… uma aula experimental pode ser bacana para explorar esse sentido tão importante.

Preocupe-se com o conforto dos aparelhos. Também pode pensar em produzir toalhas e garrafas personalizadas. Para aguçar ainda mais o tato sugere-se a realização de eventos que integrem os alunos.

2 – Olfato
Aromatizadores, incensos, difusores e saches que espalham aromas são maneiras simples e baratas de se personalizar ambientes. Quando usados na medida certa, podem atrair as pessoas, que são praticamente “empurradas” para dentro do espaço. A ideia é que elas, involuntariamente, percebam o clima agradável proporcionado por um cheiro específico.

Borrifar essências na entrada pode ser uma excelente alternativa também. Mas atenção: aposte em produtos de boa qualidade, para não causar um efeito contrário ao desejado, e tente optar sempre pela mesma fragrância. Assim, o cliente sempre vai identificar o seu espaço pelo cheiro.
É importante que os ambientes estejam sempre limpos e higienizados.

3 – Visão
Eis o sentido mais explorado pelo marketing na maioria das campanhas e ações. Cores, formatos e iluminação são facilmente percebidos, por conta disso influenciam rapidamente as emoções e o comportamento das pessoas. No estúdio, aposte na iluminação e em cores agradáveis, que passam leveza, paz e tranquilidade. Normalmente, são itens como esses que seus clientes procuram.

Criar ambientes e utilizar imagens impressas em tamanhos reais, que transmitam as ações e objetivos dos clientes, gerando identificação, também pode ser muito legal. Além disso, você pode investir em uma revista ou jornal com dicas de saúde. Outra dica importante é preocupar-se com os uniformes da equipe.

4 – Audição
Pode não parecer, mas uma pessoa pode ser completamente influenciada pelo som que ela ouve. Quer rotatividade, movimento? Aposte em sons mais agitados. Quer fidelizar o cliente, fazê-lo ficar no seu estúdio: abuse de sons tranquilos.
Fique atento às palavras e ao tom de voz dos funcionários, a fim de demonstrar a preocupação da academia com a simpatia, a educação e a transferência de conhecimento. Outro ponto essencial é o som do ambiente, que motiva os alunos. No caso do Pilates, músicas mais leves e relaxantes são a melhor opção.

5 – Paladar
Ao oferecer chá, café ou águas aromáticas no estúdio, você acaba agregando valor ao atendimento prestado. Experimente colocar alguns ‘mimos’ como esses aos seus clientes.
O estúdio também pode pensar em um espaço com alimentos recomendados antes e depois dos exercícios físicos. Uma ideia é realizar eventos com os alunos em que nutricionistas e chefs compartilhem receitas de produtos light e saudáveis.

O marketing sensorial pode ser uma excelente ferramenta, diferenciando o seu estúdio, agregando valor aos seus serviços. Aposte nos sentidos, venda sensações e experimente atrair mais clientes. Depois, vem contar pra gente como foi a experiência.