Gestão  

Dicas de como se diferenciar oferecendo aulas em grupo e como precificar esse tipo de aula 

Por FourFisio Pilates (Isabele Leonel e Jully Felici) 

Não faltam motivos para você oferecer aulas em grupo no seu estúdio de Pilates! Valorização da hora trabalhada do professor de Pilates, custo benefício para o aluno, dinamismo da aula de Pilates e a socialização entre os integrantes são alguns deles. Como no Brasil o Pilates ainda está em crescimento (pois o mais comum são aulas de Pilates em dupla ou individuais, ou até mesmo em grupo porém fazendo rodízio de aparelhos de Pilates), a objeção mais frequente de um novato é a ideia de que as aulas de Pilates em grupo não são personalizadas, ou que o professor de Pilates não irá corrigir ou se atentar o suficiente a cada aluno. Então, se você quer se diferenciar no mercado de Pilates, vamos te ajudar a manter um atendimento de qualidade, valorizando a hora de atendimento do seu estúdio! 

APARELHOS DE PILATES IGUAIS  

PUBLICIDADE

Nós acreditamos que o melhor formato de aula de Pilates em grupo – tanto para o professor quanto para o aluno – são as ministradas em aparelhos de Pilates iguais ou no solo. Do contrário, vai ser bem difícil manter a fluidez e dinamismo que pressupõem as aulas de Pilates nesse modelo. Quando todos estão no mesmo local, a sua voz de comando é a mesma, com apenas alguns ajustes pontuais para cada aluno e ainda assim, as pessoas tendem a compensar de formas coincidentes.  

Outro motivo para sermos adeptas a esse modelo, é que você pode se concentrar no andamento da prática de todos, ao mesmo tempo. Nas aulas de Pilates em que cada paciente faz uma coisa diferente, você precisa memorizar treinos diferentes, saber onde cada aluno parou na sequência e cada troca é uma interrupção. Haja memória e concentração! 

PERSONALIZAÇÃO 

Lembre- se da objeção que citamos: mesmo que a prática do Pilates seja coletiva, os objetivos e dificuldades podem ser diferentes (por mais que tentemos homogeneizar ao máximo a turma de Pilates, cada pessoa é única e isso deve ser respeitado). Isso quer dizer que, ao programar a aula de Pilates, você precisa se atentar às possíveis queixas ou objetivos individuais. Durante, corrija as falhas de execução, adapte os exercícios quando necessário, incentive os potenciais dos seus pacientes, e estimule-os como uma equipe.  

De vez em quando, também é legal propor um exercício “especial” para meta  – algumas dessas informações podem mudar ao longo do tempo, em um aluno e claro, não esquecer dos outros nas próximas aulas ou sequências. Dessa forma, você estará mantendo as vantagens da aula em grupo, sem deixar de trabalhar as particularidades de cada um.  

MANTER-SE ATUALIZADO 

A personalização será possível se você souber as informações relevantes da saúde do seu paciente e de como ele se movimenta.  Lesões prévias, hábitos de vida, atividades físicas, vícios de movimento, posturas preferenciais, queixas e/ou objetivos com o Pilates são dados fundamentais para direcionar melhor seus treitão, verifique com certa frequência.    

Outra ação importante é manter-se atualizado na área; seja com cursos, reciclagens, congressos, ou conhecendo o trabalho de profissionais de referência. Como em toda profissão, algumas práticas tornam-se obsoletas. Quem está bem informado, já se diferencia de quem ficou para trás.  

GRUPO TEMÁTICO 

Outra vantagem para professor e aluno é criar turmas com alunos do mesmo nicho. Podem ser grupos de gestantes, idosos, adolescentes, hipertensos ou corredores, por exemplo. Além de favorecer o objetivo que essas pessoas têm em comum, com certeza a socialização será ótima, já que possivelmente têm muito o que compartilhar. 

 Como precificar esse modelo de aula de Pilates? 

A precificação de um serviço é muito importante e dependendo da maneira com que ela é feita, toda a sua estratégia pode ser alavancada ou prejudicada. Um grande problema que nós fisioterapeutas/educadores físicos enfrentamos ao abrir nosso próprio negócio é não enxergar nosso estúdio de Pilates como uma empresa e consequentemente, negligenciar processos administrativos necessários para o bom funcionamento dele. 

Precisamos entender que o cálculo de preço do nosso serviço de Pilates é um processo e ele precisa ser atualizado constantemente. Infelizmente, grande parte dos gestores não pensa dessa maneira e por conta disso a saúde financeira do negócio será, certamente, prejudicada. 

Antes de saber como precificar as aulas em grupo você precisa saber se o seu preço por aula está correto. Considere alguns pontos para essa análise: 

 Levante os seus custos: fixos, variáveis e encargos (tributos). 

  • Defina sua margem de lucro. Para isso considere os seus diferenciais perante a concorrência, o valor agregado a sua marca, o perfil de consumidor, e o preço da concorrência. 

Depois de definir a sua precificação por hora, você terá que definir sua estratégia de precificação para as aulas de Pilates em grupo; um ponto importante para essa análise, é saber qual o seu público alvo. Para simplificar, vamos te dar um exemplo: supondo que o valor da sua hora seja R$ 100,00. Se a aula for individual, esse valor será pago integralmente por apenas 1 cliente, se sua aula for em grupo de 4 pessoas você poderá cobrar R$25,00 por cliente, mas saiba que dessa maneira você estará modificando seu público alvo e talvez precise alterar algumas estratégias dentro da sua empresa. 

Nossa sugestão é que encontre um ponto de equilíbrio a partir do cálculo que passamos acima, considerando que uma aula em grupo, apesar de todas as vantagens que citamos, gera mais desgaste do que uma aula individual e também não é um serviço premium como um serviço individualizado. Um valor por pessoa um pouco acima do cálculo que fizemos no exemplo para os grupos seria ideal de acordo com a nossa análise. 

Esperamos que essas dicas te ajudem a precificar suas aulas e contribua para saúde financeira do seu negócio! 

Gostou das dicas? Marque também os seus amigos nos comentários e peça para eles participarem. Quer ser um colaborador do Negócio Pilates? Envia um e-mail para conteudo@metalife.com.br 

PUBLICIDADE