Aposte no Pilates para crianças e adolescentes

Apostar no Pilates para crianças e adolescentes é uma boa pedida?

Sabe aqueles horários em que seu estúdio não tem muito movimento? Que tal investir em aulas para os pequenos? Você conquista um nicho diferenciado no mercado, lucra mais e ainda pode acabar atraindo as mamães, os papais e até os vovôs e vovós que irão acompanhá-los.

Como o Pilates é uma atividade bem democrática e faz bem para todas as pessoas, de qualquer idade, basta você saber ‘vender’ os benefícios da prática e cativar crianças e adultos, mostrando toda a sua didática e talento.

Você pode dividir as turmas por faixa etária ou por objetivo. Lembrando que é importante saber lidar com o comportamento infantil, utilizar explicações lúdicas e não ultrapassar 4 alunos por horário, para que você consiga dar a devida atenção e cuidado a todos. Estipule uma idade mínima, especialize-se e monte as aulas com antecedência. Pense na dinâmica, no ritmo, nos acessórios e até na música que vai colocar.

Pilates para crianças nas escolas x procura pelo método

PUBLICIDADE

Em 2006 nos Estados Unidos, através de uma campanha realizada por Fisioterapeutas e Profissionais de Educação Física, o método Pilates foi introduzido nas escolas com o intuito de reduzir a queixa de dores nas costas causadas pelo excesso de peso das mochilas escolares. Os resultados foram tão positivos que levaram a um investimento crescente neste público. O mesmo vem ocorrendo no Brasil.

Por apresentar exercícios eficientes através do uso de molas nos equipamentos e de acessórios como bolas, rolos, magic circle, faixas elásticas e outros acessórios, habilidades motoras e capacidades físicas são desenvolvidas e aperfeiçoadas de acordo com a faixa etária e condição física da criança e adolescente.

Benefícios

O método Pilates tem como benefícios a melhora da consciência, imagem e espaço corporal, da concentração, respiração, controle do corpo, coordenação motora, reduzir a ansiedade, o sedentarismo, combatendo a obesidade, melhora da postura, evitando o surgimento de patologias, além de promover a interação e a socialização.

Para melhores resultados, é importante avaliar o porquê de pais buscarem esta atividade para os filhos. O profissional também deve realizar uma avaliação global antes do início da prática do método, bem como a reavaliação no decorrer das aulas. Lembrando que é recomendado que a partir dos 7 anos de idade a criança inicie no método.

Tendo em vista a essência do Pilates (métodos e princípios) pode-se gerar interesse do grupo nas sessões através do ambiente, exercícios, estratégias de aula.  As sessões de aula devem ser realizadas em pequenos grupos da mesma faixa etária ou individual, de acordo com o objetivo. O aluno pode realizar duas ou três sessões por semana, com duração de 45 a 50 minutos. Não esqueça que a ludicidade, criatividade e o dinamismo devem fazer parte das sessões para este grupo.

É importante que o profissional e instrutor de Pilates busque cursos específicos para este público e entenda as características de cada faixa etária para elaborar suas aulas.

Este método específico oferece a vantagem de trabalhar a condição e aptidão física individual do aluno, a variação e adaptação dos exercícios, proporciona um treinamento integral do corpo, além das complexidades e novas formas de movimentos que o corpo assume, despertando o interesse e motivação de crianças e adolescentes.

Luciana Tella

Mestranda em Ensino de Ciências e Saúde
Especialização em Pilates
Profissional de Educação Física
PORTAL DA SAÚDE
@saude.exercicio

Alunas/ modelos: Mia e Nina Molinari Fontenla

PUBLICIDADE