Escreva uma carta para você mesmo

Escreva uma carta para você mesmo

Hoje eu gostaria de poder abrir uma carta que escrevi para mim mesma um ano atrás e descobrir o quanto eu mudei, comparar o que eu pensava antes com o que penso agora, saber quantos planos consegui concretizar em 365 dias, analisar o que valeu ou não a pena, o que eu deixei pra trás e o que até hoje não consegui tirar do papel.

Se eu tivesse escrito essa carta, teria essas respostas. Ainda não inventaram uma máquina que torne possível voltarmos no tempo, mas se eu tivesse registrado num papel exatamente como me sentia, poderia ter um pouquinho da sensação de reviver meu passado. Imagino que deve ser um sentimento único. Talvez engraçado, triste ou feliz, dependendo do seu momento atual e do futuro. Tudo pode mudar radicalmente em um ano, e ter uma carta escrita por você antes da mudança é uma forma de resgatar o passado. Nostalgia pura.

Se quiser escrever a sua, escolha um momento tranquilo para isso. Não vá fazê-lo depois de uma briga ou quando estiver de cabeça cheia, porque você só vai conseguir escrever um desabafo sobre o problema que está passando no momento e que, provavelmente, não terá nenhuma importância daqui a um ano. Sua carta não terá graça nenhuma. De preferência, faça num dia em que estiver neutro, nem feliz nem triste demais. Assim você consegue organizar melhor seus pensamentos, sem interferência das emoções.

Escreva sobre o seu maior desejo no momento. Se tivesse que escolher um sonho para realizar hoje, qual seria? Será que daqui a um ano ele terá se realizado? Ou você mudará completamente de ideia, terá sonhos novos?

Conte como andam seus estudos e carreira. Você tem feito algum curso? Está feliz no seu emprego ou quer mudar? Se começou algum projeto paralelo atualmente, em que pé ele está?

Como está seu relacionamento com a família? Tem alguém chateado com você, a quem você gostaria de pedir perdão?

Fale sobre seus sentimentos mais constantes. Na maior parte do tempo você se sente bem? Está carregando algum peso nas costas do qual gostaria de se livrar? O que você não está gostando na sua vida nesse momento? E o que está te motivando a acordar todos os dias?

Coloque alguns detalhes sobre acontecimentos recentes que te farão sorrir ao ler, pode ser uma ou duas pequenas coisas boas, para garantir que ler a carta te deixará feliz.

Em quais projetos pessoais você está trabalhando? Tentando emagrecer, engordar, ganhar músculos, virar vegetariano, deixando o cabelo crescer? Está treinando para uma maratona, fazendo aulas de violão, cultivando uma horta?

Por fim, escreva o mais importante: como você se imagina daqui a um ano e como quer que cada coisa que faz hoje evolua até lá.

Faça isso. Se no ano que vem a carta não te ajudar em nada, no mínimo te fará sorrir e refletir sobre como você conduz a sua vida. Mas tenho certeza que você será surpreendido ao perceber como a vida dá voltas e os nossos pensamentos e vontades mudam.

Com informações de http://desassossegada.com.br/

Posts em alta

Redes Sociais

Receba as últimas atualizações

Seja dono do seu estúdio

Destaques do mês

confira nosso BLOG

E-books

Baixe gratuitamente os e-books MetaLife e aproveite.

Quem Somos

Um canal que traz o Pilates no centro, dedicado para quem quer empreender, montar um estúdio, ampliar seu negócio e ficar por dentro de assuntos relevantes que cercam a comunidade do Pilates.

Entre em contato conosco!