Gestão Pilates: organização e método

Gestão em Pilates

Ser um bom gestor de um estúdio de Pilates não é tarefa fácil, exige muita disciplina, comprometimento, estudo e dedicação – ferramentas de sobra em Gabriela Molinari Fontenla, que, à partir de hoje, passa a dividir mensalmente seus conhecimentos conosco. Com uma coluna intitulada Organização e Método, ela vai trazer dicas essenciais para o dia-a-dia dos estúdios de Pilates. Acompanhe!

Organização e método no estúdio de Pilates

Prezados colegas e profissionais que dedicam sua experiência e estudos a este investimento que nos traz imenso retorno pessoal e profissional: o método Pilates. Além do principal, a certeza de um trabalho eficiente e com melhoras significativas aos nossos fiéis praticantes.

A partir de hoje, com uma feliz parceria, eu Gabriela Molinari Fontenla, professora de Educação Física e Fisioterapeuta, com formação acadêmica, abriremos estes encontros mensais para que possamos “falar” sobre ORGANIZAÇÃO e MÉTODO no estúdio de Pilates!

Compartilharei um pouco de minha experiência enquanto empreendedora e educadora, buscando sempre reflexões para que possamos abstrair delas métodos para uma melhor organização, decisões e ações.

PUBLICIDADE
Mês do cliente, descontos incríveis aproveite
A cada R$ 100 você ganha uma arte digital decorativa
Mentoria MetaLife
Mentoria MetaLife
Mês do cliente, descontos incríveis aproveite
A cada R$ 100 você ganha uma arte digital decorativa

Minha história com Pilates

No início de minha jornada como proprietária de um estúdio, sem qualquer sombra de dúvida, para mim, a maior dificuldade estava relacionada a falta das competências relacionadas à gestão. O que, com toda a certeza, fez com que os meus erros se tonassem, ao passar do tempo, uma oportunidade para me tornar melhor. E claro que vocês poderiam me dizer que errar faz parte da natureza de qualquer ser humano, e concordo, mas estar preparado para este desafio em se tornar um empresário e um empreendedor faz total diferença.

Leia a história de sucesso completa da Gabriela aqui:
Do estudo ao estúdio de Pilates

Empreendedor x empresário

A princípio, uma das primeiras dúvidas no início de minha caminhada foi justamente diferenciar o empreendedor do empresário. Busquei minhas respostas, em primeiro lugar, em estudos, e passei a entender que o empreendedor é alguém que sabe aonde, quando e como chegar. Vi em mim qualidades de um empreendedor; a iniciativa, a visão, a coragem, a firmeza, a decisão. Atitude de respeito humano e sobretudo a capacidade de ORGANIZAÇÃO e criar MÉTODOS.

Já o “Empresário” passei a entender como sendo uma condição jurídica, nomeada pelos órgãos públicos. Antes de tudo, a partir do momento que registramos uma empresa no nosso nome, estejamos preparados ou não, nos tornaremos um Empresário. Neste momento percebi que tinha as características de um empreendedor e um “nome” de um empresário.

Decidi focalizar o meu aprendizado nos quatro pilares da educação: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser. Com isso, me tornei mais preparada para tomar decisões.

Antes de mais nada, é bom lembrar que novas habilidades vêm sendo exigidas dos profissionais, continuamente, em especial neste momento que atravessamos. Não somente com relação a globalização com responsabilidade, mas com competência e autonomia.

Porque se diferenciar no mercado

Existem muitas formas de nos diferenciarmos dos demais, “revalidar” nosso diploma pessoal e profissional, rever nossas convicções, sobrepor ideias antigas, mudar paradigmas (sempre), sobrepor ideias antigas às novas verdades, este é o perfil do profissional empreendedor que, trocando informações, dados e conhecimentos, poderá fazer parte das expectativas do novo cenário. Além disso, focando a conquista de autonomia profissional com qualidade, se destacando através da perseverança, determinação, aprendizagem e flexibilidade. Tendo como fundamental a positividade, organização, criatividade, inovação e foco (método).

Finalizamos este nosso primeiro encontro com as reflexões propostas no início deste texto e com uma belíssima mensagem de Henry Longfellow:
“É preciso menos tempo para fazer algo da maneira certa do que explicar por que foi feito da maneira errada”.

Profa. Dra Gabriela Molinari Fontenla
@saude.exercicio

PUBLICIDADE
Mês do cliente, descontos incríveis aproveite
Mentoria Metalife
Máscaras personalizadas Metalife