Montar um estúdio de Pilates: por onde começar?

Montar um estúdio de Pilates: por onde começar?

Você decidiu iniciar um negócio próprio, ter um estúdio de Pilates seu, e está às voltas com os preparativos para tirar de vez o sonho do papel. Mas, por onde começar?

1 – Faça um Plano de Negócios
Em suma, no Plano de Negócios você vai pesquisar o mercado e descrever todos os objetivos do seu negócio Pilates, incluindo os passos que devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados. Depois, só ir seguindo as etapas no tempo certo. Com ele, fica muito mais fácil chegar na concretização do seu sonho.

2 – A escolha do local
Antes de mais nada, é importante definir o local. Sim, essa é umas das tarefas mais difíceis e mais importantes. A localização e o ambiente vão ajudar a definir, inclusive, o público que você vai atingir, ou seja: o sucesso do seu negócio Pilates.

Dependendo de onde for instalado, o espaço terá algumas características diferentes dos demais. Clínica, condomínio, academia, prédio comercial e hotel são algumas das possibilidades. Conheça cada um desses ambientes, com detalhes, no nosso e-book gratuito. Clique aqui para baixar.

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates

3 – A definição do nome, da marca e da forma de atuação
Outra tarefa difícil, porém gratificante: definir um nome e uma marca para o seu negócio Pilates. O nome e a marca são a identidade da sua empresa e podem refletir diretamente a sua área de atuação. Vale procurar profissionais de marketing e criação competentes para ajudar nesse processo. Outra dica é buscar os conselhos regionais da sua profissão, e até mesmo o Sebrae, para pegar dicas e definir o seu tipo de negócio e a forma como vai trabalhar. Independente da escolha, o importante é cumprir todos os passos e registrar corretamente o seu negócio Pilates, seja na junta comercial, ou mesmo na Prefeitura.

4 – A escolha dos equipamentos
Local definido, parte burocrática pronta, agora começa a melhor fase: escolher os equipamentos – os instrumentos de trabalho que vão te acompanhar por muitos e muitos anos. Pesquise, peça conselhos de outros profissionais de Pilates já estabelecidos no mercado e, por fim, opte pelo melhor custo-benefício. Nessa hora, preste muita atenção em quesitos como: tempo de mercado, materiais utilizados, segurança, robustez, durabilidade, assistência técnica e versatilidade. Alguns equipamentos, como os da Metalife, possuem diferenciais exclusivos, que tornam a vida dos instrutores muito mais simples, as aulas mais dinâmicas e a experiência do usuário muito melhor, por conta de itens como estabilidade e conforto, por exemplo.

5 – A divulgação do estúdio
Os equipamentos já chegaram, a decoração está toda pronta, agora é hora de comunicar que o seu negócio Pilates existe. Como? Redes sociais, banner, outdoor, faixa, site, panfleto, folder, cartões, aulão na praça do bairro, sinal de fumaça… não importa o meio, mas você precisa se inserir na vida da comunidade e ‘aparecer’. Mostre às pessoas que o estúdio existe e divulgue todos os benefícios que você pode oferecer.

Gostou das nossas dicas? Deixe nos comentários.

3 COMENTÁRIOS