Reposições de aula x Covid-19

Reposições de aulas na retomada das atividades presenciais!

Em alguns lugares do País já é possível o retorno das atividades presenciais nos estúdios de Pilates. Claro que com várias restrições e cuidados redobrados para que a saúde de todos – colaboradores e clientes – seja mantida.

Em Santa Catarina, por exemplo, os atendimentos devem ser individualizados (ou no máximo em dupla, quando o estúdio for grande a ponto de permitir um distanciamento de 2m entre as pessoas, e ventilado), as áreas comuns, como espaço de café e vestiários, estão proibidas, todos precisam usar máscaras, os acessórios não podem ser compartilhados antes de serem limpos adequadamente e a higienização dos equipamentos, que devem ter uma distância maior entre eles, deve acontecer entre uma aula e outra.

Isso porque alguns governos, apoiados pela curva de controle de disseminação do Covid, estão trabalhando em planos de flexibilização, mas tendo cuidado pra que se evite o contágio. Quer saber tudo sobre como preparar o estúdio? Leia o e-book: Plano de ação para reaberturas dos estúdios de Pilates pós-pandemia covid-19, escrito em parceria entre a MetaLife e a TC Pilates.

Com a retomada, vem um assunto pra lá de polêmico e que precisa ser muito bem administrado pelos gestores: as reposições de aulas!

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates

Quem dá várias dicas sobre as reposições de aulas pra gente é a Lívia Meira Basseto, administradora de um grande estúdio no interior de São Paulo:

No meu entendimento serão necessárias diferentes abordagens para que os gestores possam resolver a situação de cada aluno. Será preciso uma conversa individual, para solucionar da melhor forma para os dois lados a questão dos seus planos e as reposições de aulas.

É necessário ter flexibilidade em relação as regras e futuras tomadas de decisões. O momento é delicado e exige um tratamento diferenciado. Abaixo, listo as mais prováveis possibilidades de negociações. Acompanhe:

Aula online é aula dada!

Se o aluno topou migrar para o acompanhamento online, você pode computar cada atendimento como aula dada. Não tem porque repor essas aulas online. O que você pode fazer é pensar em oferecer um bônus como cortesia – uma aula adicional, uma sessão de um outro serviço que você costuma oferecer no seu espaço, uma massagem, um brinde, enfim, só usar a imaginação!

Aos alunos que não aderiram a proposta do acompanhamento online, mas mantiveram os pagamentos, você pode propor repor as aulas perdidas, mostrando o quanto está agradecida pelo gesto de confiança. Não esqueça de sempre demonstrar e informar todos os cuidados para prevenção da saúde dos seus clientes e das pessoas que trabalham com você, ok?

Possibilidades de reposições 

O que eu acredito ser coerente é que não devemos permitir que as reposições sejam feitas no final do plano contratado, pois neste caso você corre o risco de ter clientes frequentando seu espaço vários meses sem receita. Nunca postergue a data final do plano, pois isso interfere na saúde financeira da empresa. Alguns exemplos de como realizar as reposições de aulas:

1- Aumento da frequência
Se o aluno comprou o plano de 1 x semanal, ele passará a ir 2 x por semana, até cumprir as reposições.

2- Renovação de plano diferenciada
Se um aluno tem renovação de plano para fazer, mas tem as reposições em haver, você pode propor que ele pague o plano de 1 x semanal, mas que continue indo 2 x para terminar de cumprir as reposições.

E qual sugestão para alunos que fazem 3x na semana?
Na renovação você pode oferecer que ele compre o plano de 2 x semanal e mantenha a frequência de 3x semanal.

3- Outros serviços
Se o seu espaço oferece outros serviços de interesse do seu aluno, como massagem e tratamentos faciais, por exemplo, você também pode propor que ele realize esses serviços ao invés das reposições.

E se o aluno não quiser renovar e apenas terminar as aulas pendentes?
Primeiro você precisa entender o motivo pelo qual aquele aluno não irá renovar.
Em caso de questões financeiras, infelizmente não temos muito o que fazer, a não ser entregar o que foi combinado.

Com certeza não será fácil, porém é importante você, enquanto gestor do estúdio, expor o que pode acontecer se todos solicitarem a prorrogação dos vencimentos. É importante estar preparado para fazer as negociações com cada aluno, após analisar cada situação, e já ter em mente ou seu plano estratégico com o que é permitido ou não.

Lembre-se que nesse momento será necessário ainda mais flexibilidade, compreensão  e muitas negociações das duas partes para que possam encontrar a melhor opção para os dois lados.

E sobre a conversão dos alunos para o online, para aqueles que ainda não podem reabrir o estúdio?

Ligue para cada um para saber como eles estão passando a quarentena, mostrando que você se preocupa com eles, fale sobre os danos que o isolamento pode trazer à saúde física e mental e peça a oportunidade de apresentar essa experiência a eles. Mais do que nunca, precisaremos saber vender o “invisível” e mostrar a eles que somos importantes.

O que você achou das dicas que listamos acima? Servirá como um bom guia de processos para o funcionamento do seu negócio em meio à crise do Covid-19? Você tem alguma dica ou dúvida? Deixe um comentário abaixo que responderemos em breve. Até mais!

Espero ter ajudado!!!

Um grande abraço e até a próxima.
Livia Meira Bassetto

Fisioterapeuta especialista em Geriatria (UFSCAR), instrutora de Pilates com Formação completa em Pilates (450hs) pela TcPilates, treinadora Stretch-eze, embaixadora Flow Wheel e proprietária do Espaço New Corp.

PUBLICIDADE
Máscaras personalizadas Metalife
Máscaras personalizadas Metalife
Máscaras personalizadas Metalife
Máscaras personalizadas Metalife