Superação com Pilates

Hoje, trouxemos uma história com Pilates pra lá de inspiradora, que nos mostra que nada é impossível para quem sonha, acredita nas suas capacidades e, claro, corre atrás de seus objetivos. Mesmo diante de algumas dificuldades, quando tudo parece muito distante, é possível chegar ao topo se decidimos dar o primeiro passo e se tivermos coragem para fazer acontecer. Empreender não é uma tarefa fácil, mas pode ser muito prazerosa e vantajosa. Leia a entrevista, conheça a história vitoriosa de Evanilson Raul de Souza França, conhecido como Ivan França pelos amigos do mercado de Pilates, e motive-se.

Qual o seu nome?
Evanilson Raul de Souza França, conhecido como Ivan França

Sua idade e local de nascimento?
Tenho 39 anos. Jundiaí – SP

Qual a sua formação profissional e desde quando você é formado em Pilates?
 Sou Fisioterapeuta, pós graduado em Pilates. Sou formado desde 2011

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates

Conte um pouco da sua trajetória pessoal e profissional e como o Pilates entrou na sua vida.
Aos 24 anos de idade sofri um acidente de moto e tive uma das pernas amputada. Entre os tratamentos de Fisioterapia e Hidroterapia conheci uma professora de natação que me ensinou a nadar. Depois de um tempo, me levou para treinar com uma equipe paralímpica. Mas, como eu não levava jeito para a natação, acabei entrando no atletismo paraolímpico, mais precisamente nas provas de lançamento de dardo, arremesso de peso e lançamento de disco. Virei profissional, bati por duas vezes o record brasileiro no dardo, mas sempre pensando: “o que eu vou ser após o atletismo”?

Em 2007 ganhei uma bolsa para estudar em uma faculdade, escolhi como profissão a Fisioterapia, não por conta do acidente, mas por vocação. Quando estava saindo da faculdade eu fiz um curso de Pilates e realmente me apaixonei pelo método. Mesmo ainda tendo muitas dúvidas após o curso, ali mesmo pensei: É isso que eu quero para a minha vida. Decidi que era com Pilates que eu iria trabalhar, pois acredito muito no movimento como cura para vários males.

Hoje me encontro feliz trabalhando com Fisioterapia. Parece uma grande batalha, mas agradeço a Deus pela minha vida. O acidente nunca foi o fim de uma história, foi o início, despertou o gigante interior que me fez chegar neste momento e compartilhar minha história como vocês. O que posso dizer? Nunca desista de você, nunca desista dos seus sonhos, acredite neles e faça valer a pena. Esse foi meu lema de vida e sempre será após o acidente.

Quando você começou a sonhar em empreender na área do Pilates?
No final do curso os professores falaram sobre como empreender com Pilates, daí pensei que seria uma oportunidade de ter um negócio próprio. Vi que o investimento não seria alto. Mesmo não tendo nenhuma reserva financeira, e sem pai e mãe para me ajudar, sabia que o primeiro momento seria muito difícil, mas não desisti. Fui trabalhar para outras pessoas para aprender a trabalhar com Pilates, entender como fazer para administrar o estúdio, como funcionava toda a dinâmica.

Até a abertura do meu estúdio, aproveitei para adquirir experiência, estudar, me aprofundar mais no método Pilates, e fui enxergando cada vez mais a oportunidade de ter meu negócio. Em 2013 tive a chance de abrir meu estúdio – Ivan França Pilates, em Jundiaí, no bairro Jd. Torres de São José.

Como foi a escolha dos equipamentos?
Ouvia falar muito bem dos aparelhos da MetaLife e tive a oportunidade de ir em alguns estúdios, conhecer de perto os aparelhos da marca. Na minha opinião, eles são charmosos, bonitos, seguros, confortáveis e cheios de funcionalidades. Como meu estúdio dos sonhos seria lindo, pensei logo na MetaLife, pois o aconchego que os aparelhos trazem daria um charme a mais no meu espaço.

Você fez planejamento estratégico antes de abrir o estúdio, se capacitou em outras áreas? Conte a sua experiência.
Antes de abrir o estúdio procurei o Sebrae, assisti várias palestras, fiz curso de pnl, coach de vendas e acrescentei o que já tinha de experiência, pois trabalhei em empresas, em setor de suporte para vendas.

Qual o seu público-alvo?
Trabalho com reabilitação e prevenção através do método Pilates, mas também tenho um trabalho com amputados e cadeirantes.

Quantos alunos possui e quais os diferenciais que oferece?
Hoje são 50 alunos. O grande diferencial é o meu trabalho, a minha dedicação e experiência. Já fiz 1.300 horas de curso e já formei muitos alunos desde 2012, tempo em que ministro os cursos de Formação em Pilates pela VOLL. Além disso, coloco muito amor e profissionalismo no que faço. Tenho um curso que montei sobre reabilitação de pacientes com deficiência física que se transformou em uma palestra, justamente pela experiência com esses pacientes.

Quais as principais dificuldades e desafios e quais as principais vantagens de empreender?
A grande vantagem acredito que é fazer o que eu gosto e a grande dificuldade encontrar mão de obra qualificada e pessoas leais.

Quais seus planos para o futuro?
Neste momento estou me estruturando para crescer, estou em busca de uma sala maior. Quero montar um estúdio com mais aparelhos e maior, com uns 70 m2.

Qual seu recado para quem está pensando em começar a empreender na área?
Que não é fácil, mas também não é difícil. Tem que trabalhar muito e também estudar bastante. Se você acredita nisso, acredita que você tem força e garra, e só ir que você consegue.

Tem uma história bacana sobre Pilates para contar pra gente? Mande um e-mail para contato.np@negociopilates.com.br